MENU

JORNAL O+POSITIVO - FUNDADO EM 2004

segunda, 19 de Fevereiro de 2018

É FÁCIL VER A DIFERENÇA, COMPARE!

PUBLICIDADE

Manchete

Fazendeiros que mantinham trabalhadores em regime análogo a escravidão são detidos em Piranhas

Além das condições degradantes dos operários, três armas e duas motos com a numeração dos chassis raspadas foram apreendidas na sede da propriedade rural

24/01/2018, às 02h01

Fotos: Polícia Militar

Dois homens foram detidos pela Polícia Militar (PM), na tarde dessa terça-feira (23/01), em uma carvoeira, na zona rural de Arenópolis. Na fazenda cinco trabalhadores, inclusive uma criança de 12 anos, foram encontrados em condições degradantes, morando debaixo de uma lona, parcialmente coberta com palha e dormindo em camas feitas de varas verdes. Além disso, os colchões eram velhos, sujos e rasgados. No local não havia banheiro e nem água tratada.

Na sede da fazenda conhecida como Mata Velha, a PM aprendeu três armas e duas motocicletas com a numeração dos chassis raspadas. Segundo a equipe da Polícia Ambiental que esteve no local os proprietários deverão responder também por desmatamento ilegal e cortes de madeiras de lei.

Embora a propriedade rural fique no município vizinho, todas as atividades comerciais de Antônio Rodrigues de Oliveira, conhecido como Leitão, 74, e seu filho Ronaldo Moraes de Oliveira, o popular Ronaldo do Leitão, 46, são realizadas no município de Piranhas.

As investigações foram determinadas pelo Ministério Público (MP) e realizadas pelo Serviço Reservado da PM. “Nós encontramos uma família morando em condições desumanas. Sem nenhuma estrutura e alimentando mal. O homem trabalhava há 16 anos sem receber, apenas em troca de comida, que é superfaturada pelo patrão. Segundo a vítima, inclusive as cestas básicas doadas pelo MP eram confiscadas pelo patrão e entregues as migalhas” contou um investigador a nossa reportagem.

Saiba mais

Em agosto de 2017, quando o Ministério Público da Comarca de Piranhas tomou conhecimento que um menor trabalhava na carvoeira, não sabia ler e escrever e não frequentava a escola determinou que o Conselho Tutelar averiguasse os fatos.  “Providencia a matrícula da criança em uma instituição de ensino, providencia o transporte escolar e apresente relatório em 15 dias”, determinou.

Em novembro de 2017 a presidente do Conselho Tutelar de Arenópolis, Denisflávia Rosa de Jesus apresentou relatório afirmando que o garoto já frequentava a escola, mas “o baixo rendimento nas atividades se deve ao descaso e a calamidade da moradia da família”. “As condições são as mesmas que encontramos na primeira visita”, reconheceu a conselheira.

Solicitado pelo MP o Centro De Referencia De Assistência Social (CRAS) de Arenópolis, também apresentou relatório confirmando a precariedade da moradia da família. “Um único cômodo de palha, sem cozinha, sem banheiro, sem energia, com uma torneira (não fixada, sobre uma tábua), onde a mesma é usada para banheiro, num ambiente totalmente aberto. No único cômodo ficam as camas de solteiro e casal, feitas de estacas e colchões em cima. No local não tem móveis e as necessidades são realizadas no mato”, concluiu.

Segundo as vítimas, trabalham em troca de comida, sem nenhum acréscimo em dinheiro, além do mais existe um adolescente de 12 anos que não frequenta a escola, que conforme relato “embora o ônibus vai no local, o patrão não quis fornecer os materiais escolares”.

Com os relatórios o MP encaminhou o caso ao Ministério Público Federal (MPF), ainda no mês de outubro, pedindo providencias.

No dia 19 de janeiro de 2018 o MP requereu do comandante da PM local providências para fazer cessar o crime. E segundo informações em off determinou que os proprietários fossem conduzidos a PF de Jataí.

Conduzidos pela PM os homens foram levados a Delegacia da Polícia Civil de Piranhas para que as providências fossem tomadas.

Mais informações em breve.

Veja também

Associação de Combate ao Câncer em Piranhas (ACCP) é oficializada e empossa membros da primeira diretoria

07/02, às 10h02

Durante a reunião, a fundadora da associação filantrópica, Janete Ribeiro, recebeu do prefeito Eric de Melo, as chaves de um escritório onde a diretoria poderá trabalhar por tempo indeterminado


Arenopolina é destaque ao escrever artigo sobre os “7 passos infalíveis do planejamento agrícola para acertar na semeadura do milho”

31/01, às 00h01

Jackellyne Bruna é filha de família tradicional no município e doutoranda em Fitotecnia - Grandes Culturas pela USP


Minutos após darem entrada na delegacia, fazendeiros são liberados em Piranhas

24/01, às 14h01

Fiança arbitrada foi inferior a R$ 2 mil. Homens são acusados de manterem operários em condições degradantes, sem carteiras de trabalho assinadas e sem pagamentos de salários. Na propriedade foram encontradas três armas e duas motos com a numeração dos chassis raspadas. Crime ambiental também foi constatado pela Polícia Ambiental


Associação de Ciclismo em Caiapônia se destaca por promover ações solidárias

22/01, às 08h01

Além das atitudes humanitárias, a Gigante Bike Club incentiva a prática do esporte em busca de benefícios para a saúde e a interação entre os participantes


Motorista embriagado atropela ciclista na madrugada em Piranhas

21/01, às 12h01

Vítima foi levada ao Hospital Municipal Cristo Redentor e encaminhada a Goiânia. Após ser submetido a exames periciais o condutor do veículo foi encaminhado ao presídio local


Prefeitos do Oeste Goiano buscam recursos federais no Ministério das Cidades

17/01, às 10h01

Grupo composto por representantes de Piranhas, Arenópolis, Baliza, Doverlândia, Diorama, Bom Jardim de Goiás, Aragarças, Caiapônia e Palestina de Goiás solicitou do ministro Alexandre Baldy parceria para que os municípios se adequem ao Plano Nacional de Resíduos Sólidos. Administradores deram o primeiro passo para a criação de um consórcio intermunicipal de desenvolvimento da região


PUBLICIDADE