MENU

JORNAL O+POSITIVO - FUNDADO EM 2004

domingo, 22 de Outubro de 2017

É FÁCIL VER A DIFERENÇA, COMPARE!

PUBLICIDADE

Política

Gleisi praticou corrupção passiva e lavagem de dinheiro, diz PF

Polícia conclui inquérito sobre uso de dinheiro de propina da Odebrecht em campanha ao Senado em 2014; ex-ministro Paulo Bernardo da Silva também é acusado

08/08/2017, às 08h08

A Polícia Federal concluiu que a senadora Gleisi Hoffmann (PR), presidente nacional do PT, e seu marido, o ex-ministro Paulo Bernardo da Silva, também do PT, são culpados da prática de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, além de crime  eleitoral na campanha que a levou ao Senado em 2014.

As conclusões do inquérito foram divulgadas nesta segunda-feira pela PF. O documento segue agora para o Ministério Público Federal, que pode decidir se oferece ou não denúncia contra a senadora, que tem foro privilegiado no Supremo Tribunal Federal (STF).

Segundo a PF, em fevereiro de 2016, foram apreendidos documentos na casa de uma secretária do setor de operações estruturadas – que ficou conhecido como “departamento da propina” – da construtora Odebrecht. Entre eles estavam planilhas relatando dois pagamentos de 500 mil reais cada a uma pessoa de codinome “Coxa”, além de um número de celular e um endereço de entrega. A investigação identificou que a linha telefônica pertencia a um dos sócios de uma empresa que prestou serviços de propaganda e marketing na última campanha de Gleisi.

A PF verificou outros seis pagamentos no mesmo valor, além de um outro de 150 mil reais em 2008 e duas parcelas de 150 mil reais em 2010. Também foram identificados os locais onde os pagamentos foram realizados e as pessoas responsáveis pelo transporte de valores. Essas tabelas, de acordo com a polícia, também foram apresentadas pela construtora no momento em que foi firmado termo de colaboração premiada.

Ainda segundo a PF, “há elementos suficientes para apontar a materialidade e autoria dos crimes de corrupção passiva qualificada e lavagem de dinheiro praticados pela senadora, seu então chefe de gabinete, Leones Dall Agnol, e seu marido, Paulo Bernardo da Silva, além dos intermediários no recebimento, Bruno Martins Gonçalves Ferreira e Oliveiros Domingos Marques Neto”.

Fonte: Veja

Veja também

Lucia Vânia cumpre agenda em Piranhas e Arenópolis nesta sexta-feira (20)

19/10, às 17h10

Em 2008 a senadora prometeu recurso para construção de 50 moradias para famílias carentes de Piranhas, mas os recursos nunca foram liberados. A promessa foi feira durante a inauguração do Conjunto Habitacional Carlos Humberto de Sousa, no Setor Planalto, no dia 28 de junho


Câmara afasta prefeito José Elias

17/10, às 00h10

Comissão Processante foi instalada na noite dessa segunda-feira (16). 8 parlamentares votaram a favor e 2 contra. Prefeito diz que vai recorrer


Bonjardinenses respondem pesquisa e escolhem vereadores que mais se destacaram

16/10, às 14h10

Baianinho da Rodoviária, Jhoner Márcio e Ulisses Castro foram os que mais ganharam notoriedade de forma positiva. Outros parlamentares somaram 19,14% de preferência


Encontro do PMDB em Piranhas discute projetos para o município

08/09, às 08h09

Deputado estadual Paulo Cézar Martins conduziu a reunião que também apresentou novos filiados. Partido vai avançar "estruturado e renovado", disse o representante da sigla em Goiás


Odair do Odélio salta de 76 para 91% de aprovação

05/09, às 17h09

Apenas 7,41% desaprova a administração do prefeito de primeira viagem. Pesquisas foram realizadas em abril e em agosto. Veja a evolução


Reprovação de Caio Lima salta de 69% em abril para 92,07% em agosto

27/08, às 23h08

População entrevistada em pesquisa reclama de promessas que não foram cumpridas como geração de emprego e construção de moradias populares. Apenas 2,97% aprovou a gestão do pepista dizendo que está ótima ou boa. 4,96% preferiram não responder


PUBLICIDADE